Professor Hermógenes e a Normose

set 3 • Roberto Figueiredo, Slide principal, Textos • 1042 Views • Nenhum comentário em Professor Hermógenes e a Normose

Uma das frases mais famosas do Professor Hermógenes é a seguinte:

DEUS ME LIVRE DE SER NORMAL.

Segundo esse grande Mestre brasileiro do Yoga, a grande maioria das pessoas sofre de uma doença grave: a NORMOSE.

Diz o Professor Hermógenes:

A NORMOSE, ao lado da psicose e da neurose, hoje conhecidas como transtornos de personalidade, é a doença que torna medíocre os seres humanos, conduzindo uma vida sem meta, sem fulgor, sem paz, sem significado, sem vigor, sem criatividade, sem felicidade, sem aquilo que em verdade poderíamos chamar euforia, ou seja, alegria auto gerada e imperturbável; sem serenidade; sem harmonia; sem integração.

Um NORMÓTICO é o tipo engendrado pela coletividade, por ela condicionado, e dela dependente. É o tipo tido NORMAL na sociedade em que vivemos. NORMÓTICO é o MESMIFICADO, que sempre buscando se ajustar ao coletivo perde sua identidade e faz todas as concessões, aderindo à dança dos modismos que se sucedem. É subserviente à moda e, sem a mínima possibilidade de optar e discordar, adota as mesmas idéias, interioriza os mesmos valores, segue os mesmos líderes, consome os mesmos produtos, usa as mesmas vestimentas.

É um robô acionado pela batuta do marketing. Inconsciente da importância do viver livre e autêntico, ele está perdido em si mesmo, deixando-se ser arrastado pela pressão da cultura de sua época. Ele é infeliz e não sabe. As coisas, os prazeres, as pessoas que o NORMÓTICO consegue comprar oferecem-lhe efêmera felicidade embusteira, com a qual, a princípio iludido, ele se entretém. Ele é frágil, inseguro, mas disso não se apercebe, pois os bens e o status que conquista, embora transitórios e fúteis, alimentam-no com a ilusão de serem perenes, de nunca virem a faltar. Ele é um doente, mas ignora.

No espaço OS MESTRES do nosso SITE, tem uma pequena biografia do Professor Hermógenes.

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »