A Música e Seus Efeitos Terapêuticos

out 13 • Roberto Figueiredo, Slide principal, Textos • 255 Views • Nenhum comentário em A Música e Seus Efeitos Terapêuticos

Atualmente já é bem aceito e comprovado pelas ciências médicas, tanto do Oriente como do Ocidente, que a Música e o Som tem efeitos terapêuticos no tratamento de várias enfermidades.

No Oriente, particularmente na Índia, os Mantras são usados há muitos séculos como recurso para a cura. E mais ainda: nesta cultura milenar o uso dos Sons e da Música são considerados fatores importantes para o equilíbrio físico, mental, emocional e até espiritual. Ou seja, na Índia e no Oriente de uma maneira geral, a Música, o Som e também o Silêncio (a ausência do som ou um tipo sutil de som) são ferramentas para a saúde e o bem estar das pessoas.

Aqui no Ocidente existe a Musicoterapia. A Musicoterapia é a utilização da Música para auxiliar a integração física, psicológica e emocional do indivíduo e para o tratamento de doenças ou desequilíbrios. A Música é um apoio no trabalho terapêutico, possibilitando o desenvolvimento interno de recursos de cura reprimidos pelos pacientes.

Recentemente foi divulgado um estudo sobre a importância da Música para a vida das pessoas e os efeitos terapêuticos dos sons gerados por determinados instrumentos musicais no tratamento de doenças e desequilíbrios. Segundo essa pesquisa, os sons produzidos por alguns instrumentos musicais tem efeitos intensos e específicos sobre determinadas enfermidades e dificuldades emocionais. Vejamos alguns exemplos:

PIANO: combate a depressão e a melancolia; VIOLINO: combate a sensação de insegurança; FLAUTA DOCE: combate nervosismo e ansiedade; VIOLONCELO: incentiva a introspecção e a sobriedade; INSTRUMENTOS DE SOPRO: inspiram coragem e impulsividade.

Existem outras pesquisas científicas comprovando que a Música atua tanto no corpo como na mente de quem ouve. Segundo alguns cientistas, a boa música, eu disse a Boa Música, pode até matar células cancerígenas.

A MÚSICA É O REMÉDIO DA ALMA  já dizia Platão, um sábio e filósofo da Grécia Antiga.

A Música Clássica suave, por exemplo, é capaz de auxiliar no tratamento e na cura da depressão, do medo, da insônia, da tensão, do nervosismo. Algumas obras clássicas de grandes compositores como Bach, Mozart, Beethoven e Chopin são capazes também de estimular a memória, melhorar o humor, relaxar e de favorecer a introspecção e a meditação.

Além da Música Clássica, existem outros tipos de músicas suaves e harmônicas que também trazem benefícios à saúde. Podemos citar o estilo New Age (Música da Nova Era que normalmente mescla sons da Natureza), a Música Sacra (incluindo o Canto Gregoriano), a Música Instrumental e até a Música Romântica.

No caso dos Mantras que são as “músicas” características do Yoga da Índia, os efeitos benéficos à saúde e ao bem estar são semelhantes e até superiores aos da Música Clássica do Ocidente.  Os Mantras são capazes de proporcionar grandes mudanças na vida das pessoas e são usados há mais de 5.000 anos como “Palavras de Poder” e “Sons Elevados” para a cura de enfermidades, o desenvolvimento individual e a expansão da Consciência.

Segundo os Sábios da Índia, todos nós temos internamente a capacidade para a cura. Mas para que esse potencial maravilhoso se manifeste é preciso que alcancemos um estado de paz, serenidade, harmonia e equilíbrio. E para isso precisamos relaxar o corpo, aquietar a mente, recuperar nossa respiração. Precisamos diminuir ou eliminar a agitação dos pensamentos. Precisamos sair da tensão, do medo e do estresse que são as verdadeiras causas das doenças.

E é aí que a Música, os Sons e o Silêncio entram. As vibrações sonoras das músicas ocidentais citadas, dos Mantras e do Silêncio Profundo podem nos levar a estados de paz e equilíbrio. E a partir daí abra-se um caminho real e possível para a cura. Observe porém, que músicas de má qualidade (letra e/ou melodia) podem nos causar danos.

Enfim, experimente novas sensações sonoras, inclusive o Silêncio. Procure mudar a sua Dieta Musical e viva com saúde.

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

«